Início Pindamonhangaba Prefeitura de Pinda promove conscientização sobre violência contra idoso

Prefeitura de Pinda promove conscientização sobre violência contra idoso

A Prefeitura e a CMI – Conselho Municipal de Idoso – estão lançando uma campanha de conscientização para o enfrentamento à violência contra a pessoa idosa. A campanha começou no dia 15 de junho, no dia nacional contra do combate ao enfrentamento da violência contra a pessoa idosa, incentivando o respeito e a denúncia de atos violentos.

Pelo momento de pandemia por coronavírus, neste ano as conselheiras do conselho municipal do idoso tiveram uma ideia diferente dos outros anos: a conscientização acontecera através das redes sociais e sites da prefeitura e do conselho, também com entrevistas nas rádios locais sobre o assunto ao longo da semana.
De acordo com a presidente do CMI, Ágata Irina Villani, a conscientização social sobre esse fenômeno é essencial.

Publicidade

Compreender as razões que estão por trás da violência contra a pessoa idosa, supõe um aprofundamento sobre essas relações sociais, e sobre onde essas relações são produzidas.

Segundo ela, é fundamental falar sobre a violência contra as pessoas idosas porque a violência é violação de direito humano fundamental e essa grande parcela da população do nosso país merece ser tratada com dignidade e respeito. Vários tipos e expressões de violência criam práticas sociais de violação de direitos, direitos que estão na Constituição Federal de 1988 e no Estatuto do Idoso. Muitas expressões de violência podem ser prevenidas e reduzidas. As ações que levam à superação da violência e contribuem para que as pessoas idosas usem seus direitos estão de acordo com a ideia de ‘uma sociedade para todas as idades’ conforme ressaltam importantes documentos da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o Envelhecimento.

“A importância de falar sobre o assunto é que a violência é um crime, e a violência contra o idoso é um crime maior ainda, porque o idoso está protegido, além da Constituição de 1988, que nós temos todos nossos direitos e deveres, enquanto cidadãos, o idoso tem um código específico dele, que é o Estatuto do Idoso. Então, por duas vezes, esse idoso está protegido, defendido e com seus direitos assegurados.”, ressaltou Ágata.

muitos tipos de violência e é importante falar todos os dias sobre elas. “A violência pode ser física, pode ser psicológica, violência financeira é muito comum e a violência emocional, com chantagens, todos os tipos de violência são crimes. Então a importância desse dia, e também de todos os outros dias do ano é que os familiares e que as pessoas de modo geral, que convivem com idosos saibam que o idoso de hoje pode ser você amanhã, tenho que tratá-lo como gostaria de ser tratado, respeitar a bagagem, respeitar as resistências, respeitar as repetições. Precisamos nos colocar no lugar do outro, sermos seres humanos com mais empatia, e passar o bem”, destacou Ágata.
Para denunciar, Disque 100.