Início São Paulo #JunhoVermelho: Pró-Sangue orienta doações de sangue em época de coronavírus

#JunhoVermelho: Pró-Sangue orienta doações de sangue em época de coronavírus

Governo do Estado de São Paulo

Órgão reforçou número de vagas para agendamento individual, de modo a evitar aglomeração e diminuir tempo de permanência

Diante do atual cenário de pandemia de COVID-19, a Fundação Pró-Sangue adotou algumas medidas cautelares, seguindo orientações técnicas do Governo do Estado. A iniciativa busca proteger a saúde do cidadão, do doador de sangue e dos profissionais da saúde.

Entre as ações implementadas, foi reforçado o número de vagas para o agendamento individual, para evitar aglomeração e diminuir o tempo de permanência das pessoas nos postos de coleta; foi disponibilizado álcool gel em vários pontos do processo da doação para os candidatos manterem suas mãos higienizadas durante a permanência nesses locais; e foi adotada também a distância mínima entre as pessoas.

Publicidade

Dando cumprimento à Nota Técnica Nº5/2020, do Ministério da Saúde, a Pró-Sangue também atualizou o protocolo de triagem dos candidatos à doação de sangue, incluindo o novo coronavírus, seguindo orientações da área técnica. Vale destacar que tais medidas visam preservar a saúde dos doadores.

Nesse sentido, no que diz respeito aos critérios de triagem em relação ao coronavírus, ficam estabelecidas as seguintes condições para a doação de sangue:

* Candidatos que apresentaram infecção pelo COVID-19 são considerados inaptos por um período de 30 dias, após recuperação clínica completa (assintomáticos).

* Candidatos que tiveram contato direto (domiciliar ou profissional) com casos suspeitos ou confirmados de contaminação por coronavírus devem aguardar 14 dias após o último dia de contato, para realizar a doação de sangue.

* Profissionais da saúde (médicos, enfermeiros entre outros) que tiveram contato direto (domiciliar ou profissional) com pacientes devem aguardar 14 dias após o último dia de contato, para realizar a doação de sangue.

Pré-requisitos

No mais, prevalecem os demais pré-requisitos adotados anteriormente. Para doar sangue basta estar em boas condições de saúde e alimentado, ter entre 16 e 69 anos (para menores de idade, clique aqui), pesar mais de 50 kg e levar documento de identidade original com foto recente, que permita a identificação do candidato.

“Vale lembrar que é bom evitar alimentos gordurosos nas 4 horas anteriores à doação e, no caso de bebidas alcoólicas, 12 horas antes. Se a pessoa estiver com gripe ou resfriado, não deve doar temporariamente” explica o diretor-presidente da Fundação, Vanderson Rocha.

Outros impedimentos poderão ser identificados durante a entrevista de triagem, no dia da doação. Como dica, a sugestão é doar durante a semana, de segunda a sexta-feira, pois o tempo de espera no atendimento é menor.

“É muito importante que as pessoas que chegam para doar sangue estejam cientes dos impedimentos temporários e definitivos”, complementa a médica hemoterapeuta da Fundação Pró-Sangue, Sandra Esposti.