Início Pindamonhangaba Em Pinda, Araretama recebe ação contra os focos de mosquitos transmissores da...

Em Pinda, Araretama recebe ação contra os focos de mosquitos transmissores da dengue

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Pindamonhangaba alcança números cada vez maiores de casos de dengue. Atualmente são mais de 1320 pessoas infectadas pelo mosquito Aedes aegypti e os maiores focos de dengue continuam sendo os quintais das residências.

Preocupada com esses índices, a Prefeitura de Pindamonhangaba, por meio do setor de Controle de Vetores e agentes comunitários, da Secretaria de Saúde, realiza, a partir desta quinta-feira (14), uma grande ação no Araretama para combate ao mosquito da dengue.

Publicidade

O bairro foi escolhido para estrear a iniciativa devido ao grande número de pacientes infectados com dengue que se declaram moradores do local. Dos mais de 1300 casos, 40% foram identificados como moradores daquela região.

De acordo com o chefe de Divisão de Zoonoses, Ricardo da Costa Manso, a ação será conjunta entre os agentes de Controle de Vetores e agentes comunitários, percorrendo as áreas mais atingidas pela transmissão da dengue, para a realização do controle químico do mosquito da dengue, por meio de aplicação de inseticida apropriado nos quintais das residências.

“No primeiro dia, a ação abrangerá as residências do Nova Esperanças e, na sequência, seguirá para as próximas regiões do Araretama. Todas as casas recebem panfletos com as orientações, para se prepararem para receberem o controle químico”, contou.

Os moradores dos bairros que receberão a ação devem: cobrir alimentos, água, roupas nos varais, roupas de cama ou toalhas de mesa, e manter portas, janelas e cortinas abertas para facilitar a entrada do inseticida. Durante a aplicação, os moradores e seus animais de estimação deverão ficar na calçada, e aguardar por cerca de 15 minutos após o término para retornarem.

Importante destacar que não haverá atividade se estiver chovendo, para que não haja perda do inseticida aplicado e evitar aglomeração de população. Nestes casos, a ação será realizada no dia seguinte que tiver condições climáticas favoráveis.

Para garantir a segurança da população, as equipes estarão devidamente uniformizadas, paramentadas e identificadas e entrarão somente nos quintais das casas.

A previsão da equipe de Controle de Vetores é que 2 mil casas recebam a ação, estimada para ser realizada em cerca de 15 dias. Ao término do controle químico no bairro, a equipe segue para a região do Castolira.

Além do controle químico, o Departamento de Proteção aos Riscos e Agravos à Saúde preparou um cronograma de outras regiões da cidade que receberão o carro do fumacê a partir da próxima semana. Os locais também serão avisados por carros de som com antecedência. O fumacê é passado durante à noite, em locais que estão com transmissão da dengue. É importante destacar que a eficiência do controle químico via nebulização e fumacê depende da eliminação dos criadouros dos mosquitos, que é realizado por meio dos bloqueios de controle de criadouros realizado anteriormente à nebulização e fumacê, pela equipe de Controle de Vetores.

Segundo a secretária de Saúde, Valéria Santos, além de todas essas ações, a participação da população é essencial. “Contamos com o apoio da população para que faça a sua parte, eliminando criadouros e locais que acumulem água, pois do contrário de nada adiantam essas ações. É preciso também que a população colabore e autorize os agentes, devidamente uniformizados, paramentados e identificados, a entrarem nos quintais para a aplicação do veneno”, destacou a secretária.

Dicas para evitar a criação e proliferação de novos mosquitos:

  • Mantenha a caixa d´água bem fechada. Coloque tela no ladrão da caixa d´água;
  • Mantenha bem tampados tonéis e barris de água;
  • Lave semanalmente (por dentro) com escova e sabão, os tanques utilizados para armazenar água;
  • Fure os pratinhos das plantas para que não acumulem água;
  • Remova folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas;
  • Não deixe água acumulada sobre a laje;
  • Coloque no lixo todo objeto sem utilidade que possa acumular água.
  • Adicionar cloro ou desinfetante nos ralos internos e externos e lavar os bebedouros dos animais semanalmente.
  • Lembre-se: você é responsável pela sua saúde e da sua família. Sua participação é essencial para acabar com a dengue.