Início Variedades “Day after”, estimulará a indústria nacional

“Day after”, estimulará a indústria nacional

(Foto ilustrativa/Divulgação)

Empresas focam nos planos de ampliar o uso de peças produzidas no País

*Alexis Gabriel Madrigal
Num setor onde o dinamismo sempre foi um vício, mais que uma prioridade, os construtores de automóveis já estão a arquitetar a saída da crise e a recuperação após a crise do Covid-19.

Apostar mais nas soluções locais, do que nas globais, parece ser algo que anda a circular em excesso de velocidade na cabeça de alguns CEO, como é o caso da proposta lançada pelo presidente da Volkswagen na América Latina, Pablo Di Si.

Publicidade

O executivo coloca a nacionalização de componentes como questão estratégica no processo que chama de “day after”, para quando a pandemia passar e tem direcionado sua atenção para planos de ampliar o uso de peças produzidas no País.

Na abordagem das empresas, intimamente ligado ao processo de produção nacional estão o ciclo de entrada da matéria prima e saída do produto acabado, o lead time como principal via de planejamento das entregas e controle dos níveis de estoque.

A indústria nacional precisa estar preparada para produzir em menor tempo, dimensionar a conversão de matérias-primas em produtos acabados, para resultar no menor o custo do sistema produtivo no atendimento das necessidades dos clientes, que antes focavam em mercados globais, mas que passarão a ter preferência pelo Brasil .

As empresas que continuam a produzir suas máquinas e equipamentos no Brasil são impulsionadores da economia de um futuro incerto, pós a crise do Covid-19. Pois entendo ser viável aumentar a capacidade competitiva da indústria nacional, a partir do incentivo à inovação tecnológica e à agregação de valor.