Início São José dos Campos Maior obra viária da história de São José dos Campos, Via Cambuí...

Maior obra viária da história de São José dos Campos, Via Cambuí é liberada

Foto: Claudio Vieira/PMSJC

A Prefeitura de São José dos Campos liberou, na tarde desta terça-feira (31), a Via Cambuí para o tráfego de veículos. Motoristas e motociclistas já circulam pelos 8,6 quilômetros de extensão da maior obra viária da história da cidade.

O trecho liberado nesta terça-feira fica entre a interseção próxima à faculdade de medicina até o Recanto dos Eucaliptos.

Publicidade

Antes disso, porém, a Prefeitura de São José já havia liberado outros trechos.

O primeiro deles, em julho de 2019, foi prolongamento da rua Saigiro Nakamura, na Vila Industrial. Depois, em dezembro, foi liberada a ligação rotatória da Estrada Aeroporto – Tamoios com Recanto dos Eucaliptos.

Em fevereiro deste ano, a Prefeitura abriu o trecho entre o entroncamento com a avenida Juscelino Kubitschek, na Vila Tatetuba (região leste), e a interseção próxima à faculdade de medicina.

Maior obra viária da história da cidade, a Via Cambuí é dotada de ciclovia e passeio para pedestres. O corredor vai ligar as regiões sudeste e leste do centro da cidade. O investimento total é de aproximadamente R$ 105,8 milhões.

Asfalto ecológico

Novidade nas obras viárias de São José, o asfalto ecológico foi aplicado em toda a extensão da Via Cambuí.

Obtido a partir da mistura de cimento asfáltico de petróleo com borracha reciclada de pneus, o material substitui a pavimentação convencional.

O asfalto emborrachado é baseado no princípio de sustentabilidade, trazendo ganho ambiental para a cidade.

O asfalto-borracha, como está sendo chamado, é desenvolvido por meio da incorporação da borracha moída de pneus inservíveis ao cimento asfáltico.

A exigência por este tipo de tecnologia fez parte da licitação das respectivas obras e é autorizada pela Lei Municipal 6.961, de 9 de abril de 2018. No ano passado, o asfalto ecológico foi aplicado na obra da terceira faixa da avenida Lineu de Moura, realizada por empreendedores como contrapartida viária.