Início Pindamonhangaba Martifer demite 70 e os trabalhadores temem que a fábrica feche as...

Martifer demite 70 e os trabalhadores temem que a fábrica feche as portas

(foto: Guilherme Moura)

Greve pode ocorrer para forçar empresa a abrir negociação; Sindicato estima que 500 pessoas tenham alguma pendência a receber da empresa

A fábrica Martifer (Appiani Steel), de Pindamonhangaba, demitiu no mês de janeiro 70 dos 160 funcionários. Nessa quarta-feira, dia 29, uma nova paralisação foi realizada e trabalhadores estão ameaçando entrar em greve.

Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, André Oliveira, a empresa também não fez o pagamento da segunda parcela do 13° salário.

Publicidade

“Os trabalhadores já fizeram várias paralisações pra receber o salário atrasado. Ainda tem pessoas com 3 férias vencidas, a empresa não paga o FGTS e dessas 70 demissões nem a documentação do trabalhador a empresa está apresentando. A direção da empresa nunca cumpre o que assina nas atas em reuniões”, disse.

Ainda segundo o sindicato, há quatro anos a empresa está em RJ (Recuperação Judicial). A entidade estima que cerca de 500 pessoas tenham algum tipo de pendência a receber da empresa, seja via judicial ou em acordo direto com a fábrica.

O último relatório da RJ, protocolado em novembro na Justiça, mostra que nenhuma pessoa recebeu todas as parcelas e que a empresa parou de fazer os pagamentos em julho de 2019. A dívida que era de R$ 57 milhões, aumentou em R$ 24 milhões. O relatório ainda apontou que a empresa não tem fluxo de caixa, nem condições de arcar com as dívidas.

“A revolta dos trabalhadores é muito grande. Tem quatro anos que a empresa ameaça fechar as portas, o medo de isso acontecer e ela e não pagar mais nada existe, mas o único caminho para fazer a empresa falar com a categoria é com mobilização”, disse.