Início Polícia Força Tática apreende mais de 780 garrafas de bebidas alcoólicas falsificadas em...

Força Tática apreende mais de 780 garrafas de bebidas alcoólicas falsificadas em Sumaré

(Foto: divulgação/Polícia Militar)

Dois homens foram presos durante a ação e mais de 900 selos de marcas conhecidas foram recolhidos

A Polícia Militar prendeu dois homens, na tarde de quinta-feira (09), no Jardim Dall’Orto, na cidade de Sumaré, no interior do Estado. Eles eram responsáveis pela falsificação e adulteração das bebidas alcoólicas. Mais de 780 garrafas e 900 selos de marcas foram apreendidos.

Policiais da Força Tática do 48º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I) foram informados sobre uma residência, na rua Pirenópolis, que seria utilizada para falsificar bebidas alcoólicas. Durante a ação, um Fiat/Fiorino foi visto deixando o local, momento em que o condutor foi abordado.

Publicidade

Diversas caixas de uísque foram encontradas no bagageiro do veículo. O condutor foi questionado sobre a origem dos materiais e confessou que as bebidas eram falsificadas no local. Dentro da casa, foram encontrados galões de compostos alcoólicos que simulavam gim, vodka e uísque de várias marcas.

Outro homem encontrado no mesmo endereço foi detido. Os suspeitos indicaram um galpão em Campinas, onde as garrafas eram lavadas e posteriormente encaminhadas para a casa onde estavam. Em diligências no segundo local, foram encontradas garrafas vazias, rótulos, duas caixas d’água e outros equipamentos.

Além de três veículos encontrados no primeiro imóvel, foram apreendidas cinco máquinas tipográficas usados na falsificação dos rótulos; mais de 80 garrafas vazias, 780 cheias de substâncias alcoólicas, 40 galões de várias medidas cheios e vazios e 900 rótulos falsificados, além de tampas e lacres.

Os objetos foram encaminhados ao Instituto de Criminalística (IC) para análise e a área dos fatos foi periciada. A dupla foi detida em flagrante e conduzida ao 3º Distrito Policial de Sumaré, por falsificação e adulteração de substâncias, ficando à disposição da Justiça. As investigações prosseguem.