Início São José dos Campos Fórum debate compliance em São José terá presença do ministro Luis Roberto...

Fórum debate compliance em São José terá presença do ministro Luis Roberto Barroso

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

A Associação Comercial de Industrial de São José dos Campos realiza, na próxima sexta-feira (2), o fórum “Compliance, Transformando a Sociedade”, com a presença do ministro Luís Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), do professor Carlos Braga, ex-diretor do Banco Mundial, e do empresário Cristiano Kruel, um especialista em programas de inovação.

A intenção do evento é estimular a cultura do compliance entre as empresas da cidade e da Região Metropolitana do Vale do Paraíba.

Publicidade

Professor e jurista, o ministro Luís Roberto Barroso ministrará palestra sobre o tema “Cidadania”. O ministro estará ao lado de dois especialistas em compliance: Carlos Braga, professor associado da Fundação Dom Cabral, ex-diretor de Política Econômica e Dívida do Banco Mundial; e Cristiano Kruel, empresário, Head of Intelligence & Innovation da StarSe. Braga falará sobre “Importância Econômica de Sistemas de Compliance”. Kruel, por sua vez, ministrará palestra sobre “A Era da Transformação”.

O fórum “Compliance, Transformando a Sociedade” acontece das 14h30 às 18h30, no Auditório do Hyde Park, no Jardim Aquarius, zona oeste de São José dos Campos. O evento é restrito a convidados e tem patrocínio da Vinac Veículos e do escritório Soares Picon Advogados. O fórum tem também apoio da Prefeitura de São José dos Campos, Câmara de São José dos Campos, Embraer, General Motors do Brasil, Grupo São Francisco Odonto e Johnson & Johson.

O evento faz parte de um projeto amplo da ACI de São José dos Campos. Após a realização do fórum, o próximo passo será a criação de uma política de compliance para a própria ACI, entidade de 84 anos e que representa mais de 32 mil empresas da indústria, do comércio e do setor de serviços da cidade. Esse projeto pretende incentivar a cultura do compliance – por definição clássica, o conjunto de disciplinas a fim de diretrizes estabelecidas para o negócio e para as atividades da instituição ou empresa, bem como evitar, detectar e tratar quaisquer desvios ou fixar na confiança a linha essencial dos negócios.

— Vamos plantar uma boa semente, tornando a ACI um polo difusor da cultura da compliance. Nossa intenção é obter, cada vez mais, a adesão das empresas privadas e do setor público a essa bandeira, tornando São José dos Campo um exemplo de ética, transparência e conformidade tanto nos negócios quanto na esfera pública – disse o presidente da ACI, Humberto Dutra.

Para o advogado Tarcísio Soares, sócio-proprietário do Soares Picon Associados, o momento pelo qual atravessam o país e o mundo gera a necessidade de uma mudança de visão não apenas no Direito, mas também nas relações na sociedade.

— A transformação da sociedade e o avanço tecnológico abriram a possibilidade de mudanças de rota. O compliance é uma ferramenta para isso. Mas, para atingirmos esse mundo de conformidade com a ética e a lei, é imprescindível sair do mundo jurídico e reinterpretar as relações e interações entre as pessoas, os negócios e o próprio Direito. O fórum é uma oportunidade ímpar para isso – disse.