Início Taubaté Taubaté busca detecção precoce de autismo

Taubaté busca detecção precoce de autismo

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Servidores das secretarias de Saúde e de Educação participaram na manhã desta terça-feira, dia 4 de junho, de uma palestra ministrada por profissionais do Centro de Distúrbios da Comunicação (Cedic) de Taubaté para a reorganização do fluxo de crianças com suspeita de TEA (Transtorno do Espectro Autista).

A iniciativa integra um conjunto de estratégias elaboradas pelas duas pastas para a detecção precoce de casos de autismo e o encaminhamento para tratamento. Cerca de 200 crianças da rede já foram identificadas com TEA pelo Cedic e realizam o tratamento no Ambulatório de Reabilitação Madre Cecília.

Publicidade

A palestra desta terça foi realizada no Centro de Saúde da Mulher com a presença de 42 pediatras do Departamento de Atenção Básica e médicos generalistas das unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF), além de integrantes do Núcleo de Apoio Pedagógico (Nape) da Secretaria de Educação.

A ideia é formular um novo protocolo de atendimento. A partir de agora, o pediatra que tiver uma suspeita de TEA em uma criança vai aplicar um protocolo de rastreamento denominado M-CHAT ( questionário rápido que os pais respondem). Com base na pontuação deste questionário e a suspeita de que a criança esteja dentro do espectro autista, ela será encaminhada ao Cedic para uma triagem específica. Nesta triagem, a criança vai passar pelo fonoaudiólogo, psicólogo e terapeuta ocupacional. Na sequência ocorre o exame auditivo com o otorrinolaringologista para posterior consulta com o neurologista e os encaminhamentos necessários.