Conheça o vencedor do 12º Festival de Marchinhas “Mirabeau”, em Pindamonhangaba

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Com a presença de grande público, terminou neste domingo o 12°Festival de Marchinhas de Pindamonhangaba “Mirabeau”. Os concorrentes de Pindamonhangaba foram muito bem e venceram de ponta a ponta. O evento abriu o Carnaval Solidário 2019.

Em 1° lugar, Troféu Alarico Corrêa Leite, venceu “O Fogo da Paixão de Carnaval”, de Wagner Muzak e Ana Cláudia, de Pinda. Em 2° lugar, Troféu Zé Sambinha, “Ladeira do Bosque”, de Iago Rodrigues e Leonardo Plaza, de Pinda. Em 3° lugar, Troféu Celso Guimarães, “Essa Fada”, de Nando Silva, de Pinda. Em 4° lugar, Troféu Maestro Artur dos Santos, “O Zé e a Fran”, de Walter Leme, de Pinda.
Prêmio de Melhor Intérprete, Troféu Hélio Camargo, para “Se Joga na Folia”, de Nádia Corrêa, com Júlio Baptista. Prêmio Franco Neto de Melhor Torcida para a marchinha “Sou Jeca, Sou Joia”. E Prêmio Cida Novaes de Melhor Figurino para El Sombrero, com a marchinha “Sou Louco Por Carnaval”.

Publicidade

O homenageado deste ano é o mestre Mirabeau Pinni

Taubateano, Mirabeau nasceu em 1939, desde cedo se demonstrou apaixonado pelas artes, principalmente pela música. Em 1977, já em Pindamonhangaba pôs em prática o seu grande sonho: o de poder formar um bloco carnavalesco. Nascia então “Os Meninos do Chafariz”. Com o passar do tempo, as crianças cresceram e então o Bloco carnavalesco muda seu nome para “Mocidade Unida do Chafariz” e começa a participar dos concursos, na categoria de Escola de Samba. Em meados de 1980, Mirabeau continua seu trabalho em prol do Carnaval, como presidente da recém fundada Liga das Escolas de Samba de Pindamonhangaba.

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Conheça o júri do festival:

Marcos Roberto de Souza – Maestro da Corporação Musical Euterpe, professor de música do projeto Guri, maestro da Orquestra Sinfônica de Tremembé e do Projeto Contraponto de Pindamonhangaba.

Anderson Luiz Machado – Musicista, à frente da dupla Bruno e Hiago e da banda Wale Son.

Cesar Pope – Músico, compositor, produtor cultural e diretor presidente do Ponto de Cultura Radio Aguapé.

Ari da Rabeca – Músico, compositor, arte educador, produtor cultural e pesquisador da cultura popular. Idealizador do Grupo Fuá Rabecado, grupo de pesquisa e reaproveitamento folclórico, e do Reciclaí Arte Educação Ambiental.

Fabio Cunha – Produtor Executivo e Gestor Cultural há mais de 12 anos. Foi Diretor Cultural da Fundação Cultural “Benedicto Siqueira e Silva (Paraibuna/SP).