<

Vale News

Qua26042017

AtualizadoTer, 25 Abr 2017 5pm

Back Você está aqui: Home Geral Pinda: vacinação contra gripe será fracionada por períodos e grupos

Pinda: vacinação contra gripe será fracionada por períodos e grupos

O Ministério da Saúde determinou, nesta quinta-feira (13), que a vacinação contra a Influenza será fracionada em todo o país. A etapa 1 já foi realizada, com a imunização dos trabalhadores de saúde dos hospitais.

vacinacaopinda13042017
(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

A partir de 18 de abril, começa a campanha nacional, quando deverão ser vacinados os trabalhadores de saúde dos serviços públicos e privados e as pessoas com 60 anos ou mais de idade.

A etapa 3 será a partir de 24 de abril, para gestantes, puérperas (mulheres que deram à luz há menos de 45 dias), crianças (maiores de 6 meses e menores de 5 anos de idade) e indígenas.

A etapa 4 começa no dia 2 de maio, para as pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independentemente da idade (conforme indicação do Ministério da Saúde) apresentando prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

A etapa final será a etapa 5, a partir do dia 8 de maio, voltada para professores das redes pública e particular, e para todos os outros grupos anteriores.

O dia 13 de maio será o Dia “D”, quando haverá um horário especial de atendimento em 11 postos pela cidade, além da Praça Monsenhor Marcondes.

Fora do Dia D, até o dia 26 de maio, serão 25 locais de vacinação. Para tomar a vacina, além de ser do grupo prioritário, a pessoa deve levar o RG e a carteira de vacinação, se tiver.

Para a campanha deste ano, o Ministério da Saúde vai enviar 44 mil doses da vacina, sendo 14 mil doses a mais do que no ano passado.

Prevenção ao câncer bucal

Além da campanha de vacinação contra a Influenza, a Prefeitura de Pindamonhangaba vai realizar a campanha de prevenção e diagnóstico precoce do câncer bucal, ao mesmo tempo. O público principal é o de idosos com fatores de risco, como dentes quebrados, próteses mal adaptadas, e ou que sejam alcoólatras, tabagistas e trabalhem diretamente no sol.

O diagnóstico será feito em todos os postos, de acordo com o fluxo de cada local. No momento da vacinação contra a gripe, o idoso deve passar por avaliação do dentista. O procedimento é rápido e indolor.

Se diagnosticado precocemente, o câncer bucal tem alto índice de cura, mas se estiver em estágio avançado, pode levar a óbito. Por isso, é importante a conscientização e participação de todos.

De acordo com o coordenador de Saúde Bucal da Prefeitura, o dr. José Alberto H. Beneton, no ano passado, 1895 idosos fizeram o exame e apenas 98 apresentaram alguma lesão suspeita de alteração. Felizmente, nenhum caso de câncer bucal foi encontrado.

Últimas Coberturas

+ lidas da semana

+ lidas do mês