Início Pindamonhangaba Pinda faz pesquisa com pais sobre possível retorno das aulas presenciais

Pinda faz pesquisa com pais sobre possível retorno das aulas presenciais

(Foto ilustrativa - divulgação/internet)

A Secretaria de Educação da Prefeitura de Pindamonhangaba vem mantendo contato com a secretaria Estadual de Educação para definição de diretrizes e normas relacionadas ao retorno das aulas presenciais na rede municipal.

De acordo com o Plano São Paulo, municípios em regiões que estão há 28 dias ou mais na fase amarela estão autorizados a reabrir suas escolas de forma opcional a partir do mês de setembro. No entanto a decisão cabe ao município, que pode fazer análises e traçar suas metas.

Publicidade

Em Pindamonhangaba as aulas presenciais da rede municipal não irão retornar em setembro, respeitando a vontade da maioria dos pais dos alunos e às condições momentâneas da estrutura – que precisa ser adequada ao retorno dos estudantes.

✏️ 📝 Bônus: ALFABETO CURSIVO – PEQUENAS LEITURAS – ATIVIDADES INTERATIVAS 📝✏️

Em julho, a secretaria realizou uma pesquisa com os pais dos 14 mil alunos da rede municipal, sobre o que eles pensavam sobre o retorno.

Como grande parte dos pais possuem mais de um filho matriculado na rede, o alcance efetivo da pesquisa foi com 7502 pessoas. Destas, 62,62% (4.698 pais) responderam que não levariam os filhos à unidade escolar para aulas presenciais no mês de setembro, contra 33,60% (2.521) que disseram aceitar o retorno neste mês.

Apenas 283 dos pais (3,77%) não responderam ao questionário, que ainda avaliou outros dados, como forma e quais plataformas de ensino eles têm usado junto com seus filhos para as aulas.

De acordo com a secretária de Educação, Luciana Ferreira, outra pesquisa deve ser realizada, desta vez em conjunto com o Governo do Estado. “Agora vamos realizar um novo questionário e cruzar os dados com os da Secretaria Estadual de Educação, para obtermos os índices sobre possível retorno no mês de outubro. Temos conversado muito com o Estado e com a secretaria local de Saúde para nos adaptarmos a essa nova realidade e garantirmos condições de oferecer educação de qualidade com segurança aos nossos estudantes”, explicou.

Segundo ela, a situação ainda deve ser analisada e discutida com os pais dos estudantes, que precisam se sentir seguros para enviar os filhos à escola.  

A Secretaria de Educação de Pindamonhangaba manteve contato com outros municípios da região sobre o retorno e foi informada de que pesquisas realizadas também apontam o desejo dos pais de não levarem os filhos para aulas presenciais neste momento.