Início São José dos Campos Estande de tiro da GCM de São José dos Campos vira referência...

Estande de tiro da GCM de São José dos Campos vira referência no Vale

Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Implantado no início da atual Administração em 2017, o Centro de Treinamento Operacional da Guarda Civil Municipal de São José dos Campos em pouco tempo se transformou em referência para as forças policiais da cidade e corporações de outros municípios da RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira) e de São Paulo.

O estande de tiro instalado na área da antiga pedreira municipal, na zona norte, já foi utilizado para treinamentos e cursos de policiais civis e militares de São José e de guardas de São Sebastião, Caçapava, Aparecida e Arujá.

Publicidade

Nesta quarta-feira (5), policiais rodoviários federais de São josé estiveram no local conhecendo as instalações, que pretendem usar futuramente.

No último final de semana, o estande rompeu fronteiras novamente ao sediar curso de cumprimento de mandados promovido pelo GER (Grupo Especial de Reação), uma das unidades mais importantes da Polícia Civil do Estado de São Paulo e cujos agentes são altamente treinados e especializados, preparados para atuar em negociação de reféns, proteção a autoridades internacionais e até em missões de contraterrorismo.

Os agentes da Capital ministraram aulas para policiais da Delegacia Seccional de São José, que abrange os municípios de São José, Caçapava, Jambeiro e Monteiro Lobato.

Troca de conhecimentos

Os intercâmbios integram as ações do programa São José, criado pela Prefeitura em 2017 com o objetivo de prevenir a violência e reduzir os índices de criminalidade, o que tem acontecido mês a mês, de acordo com os dados disponibilizados pela SSP (Secretaria de Estado da Segurança Pública).

Também representam o cumprimento do compromisso de campanha de modernizar e equipar a Guarda Civil Municipal com novas instalações e atende uma das premissas da Administração, que é o compartilhamento de recursos para otimizar e agilizar a prestação de serviços à população.

A troca de experiências e de conhecimento entre as corporações é amparada pela Lei Federal 13.022, de 2014, que deu aos guardas civis municipais o poder de polícia administrativa e recomenda o compartilhamento de recursos para ações de formação.

Laços de amizade

Presente ao treinamento do último final de semana, o chefe do Cecom (Centro de Comunicações e Operações) da Seccional de São José, Giovanni Tomassoni, ficou impressionado com o estande de tiro da GCM.

“Na RMVale não conheço outro estande de GCM com esta excelência e que disponibiliza espaços para vários tipos de atividades. Os agentes do GER e os policiais civis da Seccional ficaram muito satisfeitos. Pretendemos utilizar o estande outras vezes”, afirmou Tomassoni.

“Um centro de treinamento como este comprova a importância do programa São José Unida e é mais uma demonstração de que a Prefeitura de São José tem utilizado muito bem os recursos públicos para aumentar a segurança da população”, completou.

Para ele, a interação com os guardas é fundamental para o trabalho diário nas ruas e durante as ocorrências policiais.

“Ao utilizarmos o estande de tiro, estreitamos os laços entre GCM e Polícia Civil. Mas o mais importante é que estão sendo ampliados os vínculos de amizade entre os agentes de segurança da cidade, o que já tem se refletido em ajuda mútua no trabalho operacional diário nas ruas e na melhoria do serviço prestado aos munícipes.”

Economia e excelência

O Centro de Treinamento Operacional é utilizado diariamente pela GCM local para cursos de formação e habilitação de novos guardas, treinamentos de tiros e capacitação em técnicas diversas de abordagem em ocorrências e conduta de patrulhas.

A implantação do estande de tiro também gerou economia para a Prefeitura, já que antes era preciso pagar pelos cursos e existiam ainda gastos com deslocamento para outras cidades.

“Perdíamos muito tempo no deslocamento para outros locais e municípios. Com o estande próprio, conseguimos otimizar os treinamentos” disse o instrutor de armamento e tiro, tecnologias menos letais e policiamento comunitário Leonardo Rodrigues da Silva, que tem 35 anos e atua na GCM há 9 anos.

“Com a sede própria, agora conseguimos treinar mais guardas em menos tempo, gerando economia para os cofres públicos”, completou.

Instrutor de tiro e armamento, ordem unida e conduta de patrulhas, o GCM Wesley Oliveira Silveira, 33 anos e há 9 na corporação, também destacou a importância do estande.

“Contribuiu para melhorar o serviço prestado pela GCM, a capacitação dos nossos guardas e nossa visibilidade. Acredito que cada vez mais nosso Centro de Treinamento Operacional será referência na nossa região e no nosso Estado.”

Melhorias constantes

A Prefeitura tem realizado melhorias constantes para adequação do Centro de Treinamento Operacional às necessidades dos guardas e dos visitantes.

Já está fase final as obras de implantação de vestiários e banheiros masculino e feminino, refeitório e sala de aula. A previsão é de que os serviços sejam concluídos ainda neste ano.

Estande e melhoria da capacitação e infraestrutura 

Localização:

Bairro da Água Soca, na zona norte (na área da antiga pedreira municipal)

Área total:

191,8 mil metros quadrados

Utilização:

Para cursos de formação e habilitação de novos guardas de São José e treinamentos de tiros e capacitação em técnicas diversas de abordagem em ocorrências e conduta de patrulhas da GCM local e de outras forças policiais de São José, RMVale e outras cidades de São Paulo

Método Giraldi:

• As atividades da GCM são adequadas ao Método Giraldi (também conhecido como Treinamento Defensivo na Preservação da Vida), que consiste em um conjunto de técnicas e normas utilizado por forças de segurança em todo o país.

• Além disso, é um método recomendado pela ONU (Organização das Nações Unidas) e pela Cruz Vermelha Internacional, por ser focado na segurança do agente, da vítima e também do agressor.

•Paralelamente aos ensinamentos que ministram, os guardas de São José todos os anos participam de cursos de atualização com o objetivo de aprimorar e agilizar o trabalho operacional do dia a dia e o atendimento à população.

•As atividades envolvem treinamento de tiro com o método Giraldi, defesa pessoal, controle de distúrbios civis e policiamento comunitário, entre outras ações.

Novas armas:
Estão sendo adquiridas novas e modernas armas para treinamento e patrulhamento, que substituirão as que estão sendo utilizadas atualmente pela GCM, o que melhorará ainda mais a eficiência do serviço prestado diariamente à população.

Modernização da GCM:

• No atual Governo, a Guarda Civil Municipal tem passado por um processo acelerado de recuperação e melhoria de sua infraestrutura e de capacitação de seus profissionais.

• A principal conquista foram os 30 carros elétricos, o que transformou a GCM local na primeira corporação do Ocidente a ter toda sua frota funcionando com este modelo de energia sustentável. Nos dois anos, o novo modelo gerou economia de R$ 1,7 milhão aos cofres públicos.

• Foram incorporados 100 novos agentes desde o ano passado, o dobro do previsto no concurso público. Com este incremento, o efetivo atual é de 346 homens e mulheres.

• Também foram adquiridos novos fardamentos drone, veículos, motos e tablets para melhoria do serviço prestado à população.

• A mais recente tecnologia implementada se refere às microcâmeras nos uniformes dos guardas, medida que entrou em vigor no mês passado que garante mais segurança e transparência para os agentes e os munícipes durante as ações da corporação.

• Todos estes investimentos, ações e melhorias contribuíram para que a corporação de São José seja desde o início do ano passado a melhor avaliada em termos de satisfação pública entre as 10 maiores cidades de São Paulo, de acordo com pesquisas divulgadas trimestralmente pela Indsat (Indicadores de Satisfação dos Serviços Públicos).

Programa São José Unida:

• A liderança na pesquisa Indsat comprova as melhorias em segurança implementadas pela atual Administração com o programa São José Unida, que foi criado em 2017 e reúne todas as forças de segurança.

• Com as ações adotadas em conjunto com a Polícia, os índices de criminalidade têm despencado progressivamente.

• Em 2020, estão sendo registradas as menores taxas de assaltos, furtos, roubos de veículos e furtos de veículos dos últimos 19 anos, de acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Segurança Pública desde o início da série histórica, em 2002.

• As quedas mais expressivas nos índices se referem a 2016, antes da implantação do São José Unida.

• O programa é liderado pela Prefeitura e conta com a participação da Guarda Civil Municipal, DFPM (Departamento de Fiscalização de Posturas Municipais), Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Estadual, Detran-SP, Polícia Ambiental, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil e Polícia Técnico-Científica.