Início Variedades Dia dos Namorados: Quando o amor e os negócios andam juntos

Dia dos Namorados: Quando o amor e os negócios andam juntos

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Conheça a história de casais que se deram bem ao empreenderem lado a lado

O escritor, dramaturgo e poeta Álvares de Azevedo costumava dizer que, “em negócios de amor, nada de sócios”. A frase cunhada pelo autor paulistano do século XIX, porém, nunca foi usada para dizer que negócios e amor não combinam. 

Na vida real, aliás, o que acontece é exatamente o contrário. Na prática, vários casais empreendedores provam que as duas coisas não só combinam como podem, sim, dar muito certo quando administradas em conjunto. 

Publicidade

No Dia dos Namorados, conheça as histórias de empresas nascidas e crescidas a partir do amor de dois espíritos empreendedores. 

OrthoDontic 

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Da faculdade para os negócios 

Ana Lúcia e Fernando Massi começaram a namorar em 1994, durante o primeiro ano do Curso de Odontologia da Universidade Estadual de Londrina. Após a graduação, o casal passou a procurar por formas de empreender dentro de seu mercado de atuação e, com a ajuda de outros três sócios e ex-colegas de classe, fundou a OrthoDontic – maior rede de clínicas de ortodontia do país. Com o empenho de todos, a primeira clínica foi montada em 2002, em um pequeno imóvel que pertencia aos pais de Ana Lúcia. Hoje, a rede conta com mais de 240 unidades no Brasil. “Estamos juntos há 26 anos. Somos pessoas diferentes, mas que lutam para alcançar os mesmos sonhos. Esta união nos proporcionou construir uma família incrível e um negócio que é referência no mercado”, relata Massi. 

Kemp  

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Parceria até para dormir no aeroporto 
A arquiteta Bárbara Emília Kemp Dugaich e o marido, Rogério Moraes, passaram por muitos perrengues desde que fundaram a Kemp Gerenciamento de Projetos. Nos primeiros passos da empresa, em Fortaleza, o casal percorreu o Nordeste economizando ao máximo para tornar o sonho do negócio próprio algo real e viável. Para isso, dormiam em aeroportos e rodoviárias, carregavam o computador de um lado a outro – não tinham notebook para as andanças – e chegaram a viver em uma casa sem geladeira por conta de demora na entrega da mudança que havia saído de São Paulo. Hoje, a empresa – agora sediada na capital paulista – tem cerca de 150 funcionários e fatura R$ 18 milhões anuais. 

 Mais Top Estética 

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Ele largou o banco para empreender com a amada 

Fundadora da Mais Top Estética, a fisioterapeuta Natália Ribeiro conheceu o marido Caio em Avaré (SP). Enquanto ela cursava uma especialização e aprendia praticamente todas as funções na clínica de estética onde trabalhava, Caio era funcionário de um banco. Em 2016, quando ele foi transferido para uma agência do banco em Cruzeiro – também no Interior Paulista – já no cargo de subgerente, ela seguiu o coração: pediu demissão e mudou-se com o marido. E foi em Cruzeiro que Caio largou o banco para, junto com Natália, fundar a Mais Top Estética, rede que hoje já conta com cerca de 40 unidades espalhadas pelo país.  

Casa do Construtor

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)


O sonho dele virou o sonho do casal 
 
Sinônimo de disciplina e confiança, Luiz Henrique Roma encontrou na esposa, Regina Fernandes, o impulso para conquistar sucesso profissional. Depois de 20 anos de casados, em 2012 ele decidiu investir no franchising. “Minha esposa, recém-aposentada, topou mergulhar em um segmento que desconhecíamos e inclusive mudar de Estado. O meu sonho se tornou o dela. As dificuldades foram grandes, mas o amor venceu todos os obstáculos”, lembra o empreendedor. Juntos, os dois abriram uma franquia da Casa do Construtor em Petrolina (PE). O sucesso foi consequência da parceria dos dois e, hoje eles possuem três unidades da rede no Estado. “Casais comprometidos alcançam o sucesso juntos, mas é necessário resiliência”, conclui Roma.