Início Taubaté Taubaté lança termômetro virtual para acompanhar efeitos da flexibilização

Taubaté lança termômetro virtual para acompanhar efeitos da flexibilização

A Prefeitura de Taubaté lança nesta quarta-feira, dia 27 de maio, um termômetro virtual para acompanhar a situação do coronavírus no município.

Esse alerta diário servirá para demonstrar a quantidade de leitos disponíveis, percentual de aumento de casos novos e a taxa do isolamento social.
Com o anúncio da flexibilização da quarentena nas regiões do Estado de São Paulo a partir da próxima segunda-feira, dia 1º de junho, estes indicadores servirão como importante ferramenta de avaliação do desempenho de Taubaté para ampliar o retorno das atividades nas próximas etapas.

Publicidade

Os números do termômetro virtual são referentes à situação do dia, à exceção da taxa de isolamento social que apresenta o dia anterior. Cada indicador tem um “número de corte”, que apresenta se a situação é boa (representada na cor verde) ou preocupante (representada na cor vermelha).

Para a Taxa de Isolamento Social entrar na cor verde, por exemplo, deve ficar acima de 55%. Abaixo deste percentual a cor é vermelha.
Já a Taxa de Ocupação Hospitalar de UTI fica verde até a linha de corte de 60%. Acima disso, também entramos no sistema de alerta e na coloração vermelha.

A Taxa de Variação Percentual Diária mostra a evolução pontual da doença nesse período e apresenta mudança de coloração conforme a progressão de novos casos positivos.

Graduações
A situação de cada um desses indicadores vai resultar na composição da tonalidade do termômetro virtual: verde, amarelo, laranja ou vermelho.

A cidade estará com o termômetro verde quando os três indicadores estiverem verdes, o que representa Risco Baixo.
O Risco Médio é representado pela cor amarela, quando dois indicadores estiverem verdes e um vermelho.

O Risco Médio/Alto é representado pela cor laranja, e será formado por dois indicadores vermelhos e um verde.
O Risco Alto é representado pela cor vermelha, e será usado quando apresentar os três indicadores também na cor vermelha.

Alterações
O Plano São Paulo para a retomada das atividades econômicas estabelece que cada uma das 17 regiões do Estado só poderá passar a um maior relaxamento após 14 dias da mudança de fase, mantendo os indicadores de saúde estáveis.