Início São José dos Campos Professor surdo ministra aula de libras em escola de São José dos...

Professor surdo ministra aula de libras em escola de São José dos Campos

Foto: PMSJC

“É muito importante ter um professor surdo, compartilhando o aprendizado e ensinando para nós. O Carlos é uma inspiração”, diz a aluna Ana Eloisa Pereira, do 8º ano da Emef Maria Aparecida dos Santos Ronconi, no Jardim Jussara, região central de São José dos Campos. A estudante, que nasceu surda, encontrou nas aulas de libras com o professor Carlos inspiração para definir a profissão que pretende exercer no futuro.

“Quero fazer Medicina Veterinária. As aulas de libras são importantes para a comunicação entre alunos surdos e ouvintes. Todos podem ser amigos”, completou.

Publicidade

Surdo desde os 6 meses de idade, Carlos Alberto do Nascimento Barbosa, que foi aluno da Emef Maria Aparecida dos Santos Ronconi, concluiu os estudos, formou-se em Pedagogia e retornou para a escola. Dessa vez, como docente.

Contratado pela Prefeitura, o professor ministra aula de libras para alunos surdos na sala de recursos da escola.

A sala de recursos tem como principal objetivo propiciar o ensino e aprendizagem da língua portuguesa na modalidade escrita como segunda língua de instrução para os alunos surdos.

O espaço conta com as orientações de professores com conhecimento em libras e língua portuguesa. Para Carlos Barbosa, docente interlocutor em libras, a escolha pela Pedagogia vai além das lições em sala de aula.

“Quando decidi fazer pedagogia não tinha muitos professores surdos. Espero que minha escolha sirva de modelo para os surdos se desenvolverem. Sou muito feliz como professor. A responsabilidade é grande para ensinar, contudo os surdos precisam dessa visibilidade para viverem em uma sociedade melhor.”

E quando questionado sobre a evolução dos alunos, professor Carlos abre um belo sorriso. “Eu me sinto orgulhoso. Agradeço o apoio que recebi da família, amigos, professores e da rede de ensino municipal. O conhecimento e o ensino farão esses alunos vencerem barreiras”, concluiu.

Inclusão

Referência no processo de inclusão de alunos com surdez, a Emef Maria Aparecida dos Santos Ronconi, que conta com 780 alunos matriculados no ensino fundamental, oferece formação pedagógica diferenciada para 26 estudantes com algum grau de surdez. Os alunos surdos da instituição contam com 13 docentes interlocutores de libras, que acompanham as aulas, interpretando todo o conteúdo e desenvolvendo projetos específicos para a aquisição da língua portuguesa escrita.

Além das matérias que compõem o currículo escolar, os alunos ouvintes da escola também aprendem a Libras (Língua Brasileira de Sinais).