Início São José dos Campos São José Unida discute estratégias de atuação para 2020

São José Unida discute estratégias de atuação para 2020

Foto: Lucas Cabral/PMSJC

A Prefeitura de São José dos Campos realiza no próximo dia 5 de fevereiro (quarta-feira), a partir das 10h, no salão nobre do Paço Municipal (7º andar), a primeira reunião de 2020 do programa São José Unida.

No encontro, lideranças das forças de segurança irão fazer um balanço das atividades de 2019 e traçar estratégias de atuação para 2020.

Publicidade

O São José Unida foi implantado pela Prefeitura em 2017 e reúne todas as forças de segurança que atuam no município com o objetivo de prevenir a violência e diminuir os índices criminalidade, o que tem acontecido mês a mês, de acordo com as estatísticas divulgadas pela SSP (Secretaria de Estado da Segurança Pública).

Participam do programa a Guarda Civil Municipal, DFPM (Departamento de Fiscalização e Posturas Municipais), agentes de trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Técnico-Científica, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Federal, Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros e Detran-SP.

Homicídios despencam

São José registrou em 2019 a menor taxa de homicídios dolosos (aqueles cometidos intencionalmente) por 100 mil habitantes dos últimos 21 anos. O índice foi de 4,95.

É a primeira vez que fica abaixo de 5 desde que as estatísticas começaram a ser divulgadas pela SSP (Secretaria de Estado da Segurança Pública), em 1999.

A ONU (Organização das Nações Unidas) considera aceitável até 10 mortes por ano para cada 100 mil habitantes. A taxa de São José é comparável a dos países desenvolvidos.

O bom resultado de 2019 comprova a eficácia do São José Unida. Desde que o programa teve início, a queda dos índices de homicídios têm sido constante e progressiva: 6,69 em 2017; 5,58 em 2018 e 4,95 em 2019.

Em 2016, último ano antes da criação do São José Unida, a taxa chegou a 10,88.

Outras cidades

O índice registrado em São José em 2019 ficou abaixo do verificado em cidades paulistas do mesmo porte ou maiores.

Guarulhos fechou o ano com 4,98, enquanto Ribeirão Preto teve 5,84. Outros municípios populosos registraram taxas maiores que São José: Osasco (6,64); Sorocaba (7,14); Santo André (7,34); Mauá (7,61) e Campinas (11,56).

Na comparação com algumas das principais capitais brasileiras, o total de homicídios por 100 mil habitantes também foi mais baixo. São Paulo registrou 5,47; Florianópolis, 12,17; e o Rio de Janeiro, 28,7.

Criminalidade em queda

As taxas de roubos, assaltos e furtos somados, roubos de veículos e roubos e furtos de veículos somados também despencaram em São José em 2019.

De janeiro a dezembro, foram 2.189 roubos, sendo que não houve assaltos a banco e foram registrados 17 casos de roubos de cargas.

O índice é praticamente a metade do total de 2016 (decréscimo de 48,5%). Na ocasião, o total de assaltos foi de 4.254.

Os 452 roubos de veículos representam queda de 47% na comparação com os 853 de 2016.

Em todos estes índices, foi o melhor resultado dos últimos 21 anos.

Taxas de homicídios por 100 mil habitantes em São José

2019: 4,95

2018: 5,58

2017: 6,69

2016: 10,88

2015: 9,52

2014: 8,29

2013: 9,93