Início São José dos Campos Munícipes terão que atualizar CPF no sistema municipal de saúde em São...

Munícipes terão que atualizar CPF no sistema municipal de saúde em São José dos Campos

Foto: Lucas Cabral/PMSJC

A Prefeitura de São José dos Campos, por meio da Secretaria de Saúde e do Ipplan (Instituto de Pesquisa e Planejamento), inicia em janeiro uma campanha de atualização dos dados cadastrais dos munícipes no Sistema de Atendimento Municipal de Saúde – SAMS.

A Central de Relacionamento do Ipplan entrará em contato, via ligação telefônica, com os munícipes cadastrados que não possuem CPF registrado no SAMS, oferecendo a oportunidade de atualização do documento no sistema. As ligações ocorrerão de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Publicidade

Os campos de registro do CPF no sistema fazem automaticamente a verificação do número do documento válido ou em duplicidade. A partir da ligação, o munícipe informa o CPF, que se for validado pelo sistema é atualizado no devido CRA. Se ao atender a ligação houver e recusa em informar o CPF, o cadastro passará a ficar inativado no sistema.

Caso o munícipe não atenda a ligação após as tentativas realizadas pela Central – conforme os mesmos critérios de tentativas de contato já convencionadas para o agendamento de consultas e exames – , o cadastro também ficará inativado no SAMS, podendo ser reativado a qualquer momento quando ele comparecer à UBS para atualização.

Presencial

A partir de janeiro de 2020, em jornada de 6h diárias, de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h, estagiários atuarão em todas as 40 Unidades Básicas de Saúde, junto aos munícipes atendidos na unidade, para, individualmente, fazerem a atualização cadastral.

Os estagiários também orientarão o munícipe quanto ao aplicativo “Saúde na Mão”, desde a sua instalação até o uso de suas funcionalidades, o que trará benefícios diretos para o paciente, agilizando seu atendimento.

A medida vem de encontro ao cumprimento da portaria que regulamenta o cadastro municipal e está em consonância com as novas regras do Ministério da Saúde, válidas a partir de 2020, que exigem cadastros individualizados para atendimento dos pacientes do SUS.