Início São José dos Campos Prefeitura de São José dos Campos inicia serviço de carros elétricos compartilhados

Prefeitura de São José dos Campos inicia serviço de carros elétricos compartilhados

Foto: Claudio Vieira/PMSJC

A Prefeitura de São José dos Campos dá início nesta sexta-feira (13) às operações dos carros elétricos compartilhados e das vagas exclusivas para todos os veículos elétricos, ações que visam incentivar o desenvolvimento sustentável do município, com respeito ao meio ambiente.

Com o serviço, a atual Administração Municipal coloca mais uma vez a cidade no pioneirismo de inovação do país, já que São José dos Campos será a primeira cidade do Brasil a disponibilizar carros elétricos compartilhados em vias públicas com sistema dockless (sem estações).

Publicidade

No país, apenas em Fortaleza existe o serviço de compartilhamento de carros elétricos em vias públicas, no entanto, os veículos possuem estações definidas de estacionamento. Outras cidades do país, como a capital paulista, por exemplo, também possuem o serviço, porém ele está disponível apenas para deslocamentos entre estacionamentos privados como shoppings e grandes empreendimentos.

Por meio do sistema dockless (que não utiliza estações de travamento), os usuários poderão usar os carros elétricos compartilhados por toda a cidade e devolvê-los em qualquer local apropriado para seu estacionamento, dentro da área de cobertura, assim como já acontece com o serviço de bicicletas e patinetes compartilhados no município.

Em São José, as áreas de abrangência iniciais ficarão no Centro, Vila Ema e Jardim Aquarius e poderão ser consultadas pelo aplicativo da empresa Beepbeep, responsável pelo serviço. A empresa irá iniciar a operação do serviço na cidade com cinco veículos. Com o carro elétrico, é possível circular em qualquer cidade. No entanto, o encerramento da corrida só poderá ser feito em áreas de abrangência.

É possível, por exemplo, ir até o aeroporto de Guarulhos e deixar o carro na estação da empresa instalada no local.

Também é possível ir para São Paulo, por exemplo, e deixar o veiculo nas estações da empresa na cidade. Assim como pegar um veículo em São Paulo e vir para São José.

Em São José, a empresa adotou como política de preço cinco planos por tempo de locação, todos com valor inicial de R$ 4,90 e cobrança por minuto. No plano livre, o valor do minuto é de R$ 0,60, a partir de 6 horas R$ 0,40, a partir de 12h R$ 0,30, a partir de 24h R$ 0,20 e a partir de 48h R$ 0,18. Ou seja, no plano Livre, uma viagem de 10 minutos custará R$ 10,90.

Paralelo ao início do serviço, a Prefeitura inaugura as vagas exclusivas para carros elétricos, demarcadas com sinalização de solo – nas cores azul e amarela e ícones alusivos à eletricidade – e por placas. O objetivo é estimular o uso de veículos elétricos na cidade.

São José Sustentável

A Prefeitura têm apostado no programa São José Sustentável para dar mais qualidade de vida à população, estimulado o cuidado com o meio ambiente e procurado dar opções sustentáveis de deslocamento para as pessoas. Atualmente, o município conta com os serviços de modos ativos de deslocamento, bicicletas e patinetes compartilhados nas regiões centro, sul, norte e oeste.

Além disso, São José possui a maior frota elétrica de segurança pública do Ocidente, com mais de 30 carros elétricos utilizados pela GCM (Guarda Civil Municipal). A viatura é um modelo chinês e tem autonomia para rodar até 400 km com recarga elétrica, que pode ser feita até em uma hora e meia.

Em um ano com frota 100% elétrica da GCM, de julho de 2018 a julho deste ano, a Prefeitura de São José dos Campos teve redução de gastos de R$ 850 mil com combustível e serviços de manutenção dos veículos.

Além da economia para os cofres públicos, com a frota totalmente elétrica, a Prefeitura deixou de emitir cerca de 400 toneladas de CO2 (dióxido de carbônico) na atmosfera durante o primeiro ano de funcionamento do novo modelo. Esta ação equivale ao plantio de 2.800 árvores.

A atual Administração também iniciou o projeto para a substituição de todas as lâmpadas de iluminação pública por LEDs de baixo consumo energético. Hoje, já são mais de 39.532 mil lâmpadas de LED em 196 bairros da cidade.

A Prefeitura também tem concretizado o ciclo da logística reversa de pneus, com o reaproveitamento dos materiais, que são utilizados, por exemplo, no asfalto ecológico, utilizado pela Administração Municipal e considerado uma boa alternativa para conciliar o desenvolvimento urbano com a preservação ambiental.

O material está sendo aplicado em toda a faixa de rolamento da Via Cambuí com 8,6 quilômetros de extensão. Conforme cálculos da Prefeitura, o asfalto ecológico que está sendo aplicado na Via Cambuí corresponde à reciclagem de 16.100 pneus.

Em São José dos Campos, a Prefeitura promove o recolhimento de pneus nos PEVs (Pontos de Entrega Voluntária) instalados na cidade. Por mês, são recebidas aproximadamente 950 unidades, que periodicamente são recolhidos pela Reciclanip, entidade gestora do sistema de logística reversa de pneus inservíveis, retornando ao processo produtivo. Além de asfalto, a matéria-prima é utilizada na produção de solas de sapato e pisos ecológicos.

A Prefeitura também promove o reaproveitamento de pneus em obras públicas como na construção do Eco-PEV de São Francisco Xavier, que empregou 550 pneus usados para contenção de aterro e construção de uma plataforma elevada. Além do distrito, a cidade possui outro Eco-PEV no Jardim Santa Luzia, na região sudeste, e está construindo uma nova unidade no Urbanova, região oeste.

Outra inovação tecnológica diz respeito ao projeto de saneamento rural sustentável da Prefeitura que prevê a instalação de 200 tanques de evapotranspiração e círculo de bananeiras para tratamento do esgoto em propriedades rurais. Nestes equipamentos serão reaproveitados cerca de 6000 pneus usados.