Início São José dos Campos Lote do Imposto de Renda, 13º salário, onde investir com juros baixos

Lote do Imposto de Renda, 13º salário, onde investir com juros baixos

(Foto ilustrativa/divulgação/Assessoria de imprensa)
Publicidade

A partir desta terça-feira, dia 15 de outubro, serão injetados no Vale do Paraíba R$ 65 milhões aproximadamente de acordo com dados da Receita Federal, graças ao pagamento do quinto lote do Imposto de renda. Em novembro e dezembro a economia terá mais um incentivo por conta das parcelas do 13° salário. Para muitos é o momento para saldar contas atrasadas ou ir às compras, pensando na Black Friday e Natal. Já para educadores financeiros, o momento é de planejamento.

O economista e assessor de investimentos da Plátano Investimentos de São José dos Campos, Gustavo Neves, vê nesta injeção de capital uma oportunidade de se organizar e até mesmo investir, mesmo neste período de juros baixos, com a taxa Selic em 5,5% ao ano.

Dados do Banco Central mostram que mesmo após cortes sucessivos nas taxas de juros, a inadimplência das famílias continuou crescente, chegando ao seu maior nível desde outubro de 2018. Tudo isso aliado ao fato da recuperação da economia no Brasil ainda estar lenta, e os bancos demorarem muito para repassar a queda das taxas juros.

“Estamos infelizmente em um país de endividados que buscam um caminho para se guiar em meio à deficiência do estado em prover uma educação financeira que o permita conhecer ferramentas que tornem sua vida financeira mais descomplicada, para assim fazer com que os juros, que antes eram o motivo da sua insônia, se torne em um grande aliado no processo constante de independência financeira “comentou o economista.

Para usar os juros ao seu favor, em primeiro lugar, a pessoa que for receber o lote do Imposto de Renda ou o 13° salário deve “matar” todo tipo de conta que tenha como fator multiplicador as taxas de juros compostos, que aumentam o tamanho da sua dívida em função do tempo de inadimplência.

“Pode parecer fácil, mas quando esse dinheiro aparece na conta, a primeira coisa que vem na mente de muitas pessoas é a vontade de gastar com algo que muitas vezes, não possui nenhum tipo de urgência”, observou Neves.

Em segundo lugar, deve-se criar uma reserva de emergência para situações em que você necessite do dinheiro de maneira rápida, mas que ele fique rendendo juros no momento em que você não está utilizando. Neste caso, a pessoa estará utilizando os juros compostos a seu favor.

Gustavo Neves explica como aproveitar estes juros baixos: “Mantenha em reserva no mínimo uma quantia que represente cerca de 4 a 6 meses do seu salário e invista em ativos financeiros que sejam distribuídos por escritórios de investimentos credenciados às corretoras reguladas pela Comissão de Valores Mobiliários”.

Hoje existe uma enorme gama de produtos financeiros seguros na renda fixa acessíveis a todos os perfis de clientes disponibilizados por assessores de investimentos credenciados, como os da Plátano Investimentos.

Um outro caminho é apontado pelo mercado, que está otimista com a bolsa. As ações são os ativos preferidos de gestores e analistas, mas fundos imobiliários e fundos multimercados com uma pitada de renda variável também aparecem atrativos, todavia os especialistas gostam de enfatizar que todo esse planejamento vai depender do perfil do investidor.

Serviço:

Plátano Investimentos: Av. Cassiano Ricardo, 319, sala 2106. Ed. Pátio das Américas. Jardim Aquarius. Informações: (12)3322-8916