Início Taubaté Mês da criança tem agito no Sítio do Picapau Amarelo em Taubaté

Mês da criança tem agito no Sítio do Picapau Amarelo em Taubaté

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

O mês da criança começa em outubro com muito agito no Sítio do Picapau Amarelo, com direito a programação variada e atrações para toda a família, de terça a domingo, das 9h às 17h.

No dia 13, em homenagem ao Dia das Crianças, a Secretaria de Esportes e Lazer promove, das 9h às 13h, o “Domingo no Parque” no sítio, com atrações gratuitas como: futebol de botão, cama elástica, pebolim, taco, xadrez gigante, jogos de mesa, gincanas para a garotada e muita dança.

Publicidade

Em outubro, aos finais de semana, a programação do Sítio conta com a interação dos personagens das 10h às 11h e das 14h às 16h, além de oficinas pedagógicas e recreativas com diversas atividades que acontecem das 10h às 12h e das 14h às 16h.

No sábado, dia 12 de outubro, a programação terá uma oficina pedagógica das 10h às 16h30. As sessões de teatro acontecerão às 11h, 11h45, 15h e 16h e a presença dos personagens será das 10h às 13h30 e das 14h às 16h30.

De 5 a 27 de outubro estará em cartaz a peça “Visconde Esconde”, com sessões às 11h e às 16h. É necessário que o espectador retire sua senha 30 minutos antes da apresentação. Depois da visita ao País da Gramática, Visconde anda muito estanho, fugindo e se escondendo da Emília. Porém, a visita ilustre de um membro da Corte Real do País dos Ditongos pode trazer à tona o real motivo do mistério do Visconde.

Nos dias 26 e 27 (sábado e domingo), das 9h às 15h acontece a Jornada do Patrimônio Cultural SP, que é um evento participativo e cujo objetivo é sensibilizar o público para a valorização dos patrimônios culturais do município por meio de visitas monitoradas, debates, atividades e ações gratuitas voltadas às tradições locais.

De 4 de outubro a 25 de novembro, os visitantes poderão conferir nas paredes do Sítio a exposição de 40 trabalhos, na maioria desenhos, mas também pinturas em telas produzidos pelos alunos do Centro Cultural Toninho Mendes. São releituras de obras do Mestre Justino orientadas pela professora de artes visuais Nathália. Outros 30 desenhos feitos por alunos de 11 a 14 anos trarão como tema o futuro do Sítio daqui a 100 anos na visão das crianças, com coordenação do professor Kleber. Alexandre Moraes também vai expor seu trabalho sobre os mangás japoneses.