Início Variedades Com apoio da CCR NovaDutra, Queluz recebe o projeto “BuZum!”

Com apoio da CCR NovaDutra, Queluz recebe o projeto “BuZum!”

(Foto: Leonardo Campos/divulgação)

Com o espetáculo “Curumim”, Buzum! leva sessões gratuitas para a cidade

O Ministério da Cidadania e o Instituto CCR apresentam o espetáculo “Curumim”, com apoio da CCR NovaDutra, com sessões gratuitas em Queluz (27 e 28 de agosto). As apresentações são realizadas pela Cia. Buzum! e ocorrem por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Percorrendo diversas cidades, o ônibus BuZum! estaciona no município levando as lendas indígenas, com sete sessões do espetáculo a cada dia. Regada de mitos folclóricos, a história traz a valorização da cultura popular brasileira, histórias indígenas e temas que exercem reflexões sobre a natureza, através de aventuras que abrem a imaginação aos olhos dos pequenos apreciadores da arte.

Publicidade

Sempre de casa cheia, ou melhor, de ônibus cheio, o BuZum! estimula as pessoas a perceberem um resgate vivo da cultura popular oral, por meio de uma linguagem sensível, bela e inteligível em que os talentosos atores traduzem nas encenações. Além disso, os participantes ainda levarão o aprendizado da história para o dia a dia, com as cartilhas que são distribuídas ao final dos espetáculos, tanto aos alunos, quanto aos professores.

Espetáculo “Curumim”

O espetáculo “Curumim”, realizado pela Cia. BuZum!, é uma homenagem à cultura indígena, aos costumes desse povo e a relação deles com a fauna e flora regional brasileira. A história, que é encenada por divertidos atores, conta que há muitos anos, existia uma aldeia dentro de uma floresta. Todos viviam em perfeita harmonia. Um belo dia nasceu Mani, uma menina bem branquinha, muito diferente de todos os curumins da aldeia. Algum tempo depois, a aldeia passou por um momento de escassez de comida e todos passaram fome. Os peixes sumiram e as árvores pararam de dar frutos. E de repente, sem que houvesse alguma explicação, Mani deixou de viver.

Posteriormente, de dentro da oca onde morava, nasceu uma planta muito diferente, que tinha uma raiz branquinha por dentro, como Mani. Deram então o nome de MANI OCA, MANDIOCA, essa raiz tão poderosa, que foi capaz de saciar a fome de todos da aldeia. No Vale do Paraíba, as apresentações já por São José dos Campos, Aparecida, Lorena, Guaratinguetá, Cachoeira Paulista, Cruzeiro e Lavrinhas.

BuZum! – “Curumim”

Queluz
Data: 27 e 28 de agosto (terça e quarta-feira).

Horários das apresentações: 9h, 9h40, 10h20, 11h, 13h30, 14h10 e 14h50.
Local: Praça de Eventos 8 de Março – Praça Portugal, sem número, Queluz – SP

Classificação: 3 a 11 anos
Capacidade: 50 pessoas por sessão
Duração: 20 minutos

Sobre o Instituto CCR: Completando 5 anos em 2019, o Instituto CCR é uma entidade privada sem fins lucrativos que nasceu com o objetivo de estruturar a gestão de projetos de Responsabilidade Social apoiados há mais de 15 anos pelo Grupo CCR. Por meio do Instituto CCR são viabilizados projetos com recursos próprios da companhia e oriundos de leis de incentivo, com foco prioritário em quatro áreas: Cultura e Esporte; Educação e Cidadania; Meio Ambiente e Segurança Viária; Saúde e Qualidade de Vida. Comprometido com o desenvolvimento sustentável, socioeconômico e cultural nas regiões onde atua, o Grupo CCR se orgulha de ter levado cerca de 600 projetos para mais de 150 cidades no Brasil e no exterior, que, desde 2003, já beneficiaram 10,7 milhões de pessoas com investimentos de R$ 291 milhões em projetos estruturados. Saiba mais em www.institutoccr.com.br.