Início São José dos Campos Formatura do Proerd reúne 1.500 alunos em São José dos Campos

Formatura do Proerd reúne 1.500 alunos em São José dos Campos

Dividida em dois períodos, festa contou com a presença de policiais militares, professores, familiares dos alunos e autoridades - (Foto: Charles de Moura/PMSJC)

Completamente lotada, a Igreja Evangélica Assembleia de Deus Convenções, no Jardim Aquarius, região oeste de São José, recebeu nesta quinta-feira (13), 1.500 alunos do 5º ano do ensino fundamental de escolas das redes estadual, municipal e particular para a formatura do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência), da Polícia Militar.

Dividida em dois períodos, manhã e tarde, a festa contou com a presença de policiais militares, professores, familiares dos alunos e autoridades municipais. Entre os formandos, mais de 500 estudantes são da rede de ensino municipal.

Publicidade

O programa, que é parte dos trabalhos da PM em ação conjunta com as escolas e a comunidade, tem a finalidade de reconhecer pressões e influências diárias que levam os estudantes ao uso de drogas e à prática da violência. A abordagem, tratada em 11 encontros na sala de aula, é bem vista pelos familiares dos alunos, como a professora Elisandra Andrade.

“O Proerd vem para somar na vida das crianças. É um programa que incentiva valores como cuidado com o outro, respeito e a importância de não se envolver com coisas erradas”, disse.

A analista de cobrança, Luana Maria, contou que as atividades do Proerd ultrapassaram os muros da escola. “Minha filha propagou as lições com toda família. Todo encontro com os primos, ela aproveitava para contar o que aprendeu. Gostei muito das orientações que recebeu sobre respeito ao próximo e prevenção ao bullying.”

Animada com a conclusão das atividades, a aluna Maria Luiza Coutinho, da Emef Mariana Teixeira Cornélio, no Jardim Telespark, região norte da cidade, fez questão de parabenizar a metodologia dos policiais militares. “Eu achei muito legal. Aprendi sobre prevenção e que não devo usar drogas. Os policiais explicaram direitinho”, afirmou.

Outro aluno empolgado com a formatura foi Victor Hugo Jesus, da Emef Áurea Cantinho Rodrigues, no Jardim Oswaldo Cruz, região central da cidade. Ele estava acompanhado da mãe, Liliane Cristina Silva e do tio, José Lucas Dias. O estudante, que já escolheu a profissão que pretender exercer, estava emocionado com a cerimônia.

“Quero ser policial militar quando crescer. Achei tudo muito legal. A parte que mais gostei foi sobre as tomadas de decisões, como dizer não para as coisas erradas.”

“Ele sempre falou que quer ser policial e as aulas do Proerd incentivaram mais ainda esse desejo”, contou a mãe.

O engenheiro José Lucas Dias também apontou a importância do Proerd na educação do sobrinho Victor Hugo. “Quando comecei uma conversa com o Victor sobre drogas, ele contou que na escola estava sendo realizado o programa, mostrou o site e cantou a música. Essa iniciativa é muito importante, abre os olhos das crianças”, destacou.

Durante o processo, os alunos também foram convidados a participar de um concurso de redação com o tema “O que eu aprendi no Proerd”. Os organizadores selecionaram uma redação de cada sala de aula e os autores foram homenageados com uma medalha durante a cerimônia.

“Luz, câmera, ação”

Música, dança e, claro, o lema “Luz, câmera, ação” decorado e repetido diversas vezes durante a cerimônia pelos alunos, animou a plateia durante todo o evento.

Atuando como instrutor do Proerd há 12 anos, Cabo PM Correia destacou o elo de amizade e confiança construídos por meio das aulas que duram em média três meses.

“A cada formatura a gente se emociona com uma história, com os relatos das professoras que os alunos melhoraram o comportamento, com crianças pedindo para gente voltar na escola, com os abraços de pais. Na formatura da manhã, uma mãe abordou a gente emocionada e falou que ora todos os dias pela equipe. O neto mudou o comportamento dentro de casa e na escola. Esse tipo de relato deixa a gente feliz”, afirmou.

O programa

Entre os objetivos do Proerd está o ensino de boas estratégias de tomada de decisão, que ajudam os estudantes a desenvolver habilidades que os permitam conduzir suas vidas de maneira segura e saudável. As estratégias são voltadas à capacitação do jovem que devem fazer escolhas livres do abuso de drogas, violência e outros comportamentos perigosos. O programa trabalha ainda questões de civismo, cidadania e valores humanos.

O Proerd foi criado em 1983 nos Estados Unidos e chegou ao Brasil em 1992. Em São José, atua há cerca de 18 anos.