Início Taubaté Sesc Taubaté oferece esporte, culinária e teatro, neste domingo (10)

Sesc Taubaté oferece esporte, culinária e teatro, neste domingo (10)

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)
Publicidade

O Sesc Taubaté oferece no domingo (10), atividades diversas, envolvendo meio ambiente, exibição de curtas para crianças e adolescentes e campeonato esportivo.

O Campeonato Paulista de Goalball, em parceria com a Federação Paulista de Desportos para Cegos (FPDC), acontece às 09h. Nesse dia acontece a primeira rodada do Campeonato com as categorias Femininas e Masculinas da série B. Desenvolvido especificamente para deficientes visuais, o Goalball é o único esporte paralímpico não adaptado.

Às 10h, acontece a Avaliação Antropométrica. A avaliação antropométrica é voltada para praticantes de atividades físicas nos mais diferentes estágios de condicionamento físico e consiste nas medidas primárias (utilizadas isoladamente), como peso, estatura, dobras cutâneas e circunferências e as medidas secundárias (combinadas) como Índice de Massa Corporal (IMC), peso ideal, somatória de dobras cutâneas, entre outros. Os interessados devem vir com roupas de prática esportiva.

Na parte da tarde, às 14h30 ocorre a oficina Mestre Cuca: Ultraprocessados Não, Aqui é Natural: Frango Empanado e Catchup, com a nutricionista Carolina Albuquelque. O projeto visa trabalhar de forma lúdica durante o ano assuntos relacionados com” alimentação, sustentabilidade, consumismo, alimentação comportamental”, e diversidade alimentar”. Nesta oficina as crianças conhecerão uma possibilidade saudável e deliciosa de preparar um petisco de frango.

Às 16h acontece o espetáculo de circo, Marcelino Pente Fino, com Cia LaCLass Excênctricos Circo e Teatro. A apresentação é um solo de um palhaço equilibrista mágico musical. Marcelino é um palhaço maestro excêntrico que compõem com tudo que está a sua volta. Com diálogos e conflitos ele constroe pequenas composições com seu grande aparelho de equilíbrio, sua musicalidade e mágicas. Sob um fio ele dança, canta e emociona num tom “chapliniano”.